BLOG POST 3

Holding Imobiliária como planejamento tributário: entenda!

Possuir um bom planejamento tributário faz parte do crescimento equilibrado de qualquer empresa. Através desse método é possível organizar melhor a gestão de pagamento das obrigações fiscais da empresa, reduzir custos e a carga tributária de forma legal.

Dentro de algumas das estratégias utilizadas para reduzir o pagamento de impostos está a Holding Imobiliária. É inegável que um dos segredos para aumentar os lucros de uma empresa no Brasil é a redução da carga tributária e por isso, neste artigo, vamos explorar um pouco mais esse tema. 

O que é uma Holding? 

Trata-se de uma organização que possui participação societária em outras empresas, com foco em exercer influência nos negócios de determinada companhia, seja para controlar políticas de investimento, produção, aquisição de bens ou serviços, ou ainda, aquisição, venda e gestão de imóveis.

Como funciona a Holding Imobiliária e qual o seu propósito?

Este é um tipo de sociedade com objetivo principal na gestão patrimonial imobiliária e vantagens tributárias comparada a pessoa física. Inicialmente, é necessário estabelecer seu tipo societário, se será sociedade anônima ou limitada e determinar em seu contrato social quais bens serão integrados na organização, além de sua finalidade, seja para aquisição de imóveis, venda, locação, dentre outras.

Portanto, a Holding Imobiliária é direcionada para aqueles que possuem muitos bens e para quem deseja protegê-los, seu propósito é uma diminuição da carga tributária através de um processo de elisão fiscal, basicamente um planejamento tributário.

Dito isso, a composição do regime de tributação empresarial da Holding pode ser tanto pelo Lucro Real quanto pelo Lucro Presumido ou Arbitrado. As vantagens são de acordo com o tipo de regime de tributação escolhido, dentre elas podemos destacar:

  • Redução de tributos incidentes sobre aluguel recebido comparado a pessoa física, de 27% do IRPF para 12% no caso de Lucro Presumido;
  • Redução de carga tributária através de compensação no caso das Holdings que atuam com outras atividades em conjunto;
  • Redução de custos para administrar os bens, uma vez que todos os bens concentrados em uma única companhia facilita a gestão dos recursos e possibilita a redução de funcionários para manter as obrigações em dia.

Frente a essas vantagens é possível compreender o motivo das Holding Imobiliárias terem ganhado espaço nos planejamentos tributários. Isto porque,  são melhores as condições da pessoa jurídica em administrar e gerir os negócios da pessoa física, devido aos regimes tributários benéficos, tornaram-se um fator primordial para o avanço dessas sociedades.

Nós, do Luiz Carlos D. Bittencourt Advogados Associados, seguiremos compartilhando informações importantes e alertando sobre possíveis mudanças, leis e impactos nas empresas.

Ficou com dúvidas? Comente abaixo, estaremos a disposição para orientá-lo.

Compartilhar notícia

Abrir bate-papo
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?